quinta-feira, 20 de março de 2014

NOVO KORFEBOL BRASILEIRO EM PETRÓPOLIS








O korfebol entra, neste ano, definitivamente para a lista de esportes praticados nas escolas municipais. De origem holandesa, é praticado em conjunto por meninos e meninas, que usam as mãos para fazer passes e lançamentos. Neste mês, professores de Educação Física participaram da I Oficina de Diversidade da 
Prática Pedagógica – Korfebol, promovida pela Prefeitura. A intenção era capacitar o grupo a trabalhar com a modalidade, permitindo a troca de experiências e o compartilhamento de novas idéias.

A oficina, realizada no dia 11 de março no Sesc de Nogueira, deixou o korfebol ainda mais presente no dia a dia das equipes da rede municipal de ensino. De acordo com o
professor Leandro de Azevedo, que trabalha com a professora Maria Elisa Badia - ambos da Divisão Esportiva da Secretaria de Educação - a apresentação da atividade
esportiva despertou o interesse dos profissionais da educação.

No ano passado, alunos do segundo segmento do ensino fundamental (6º ao 9º ano) de seis escolas da rede de ensino (Liceu Municipal Carlos Chagas Filho, Escola Municipalizada Hercília Moret, Colégio Anglicano de Araras, Escola Municipal Fábrica do Saber, Escola Paroquial Bom Jesus e Escola Municipal Dr. Barros Franco) participaram das oficinas. “É a única modalidade esportiva mista (em jogos oficiais e campeonatos), ou seja, meninos e meninas jogam juntos no mesmo time. A implantação desse esporte visa promover cooperação e igualdade”, destaca Leandro, que também é responsável pelas aulas. 

No JEMS de 2013, o esporte fez parte da programação como atividade de apresentação. Este ano, por orientação do prefeito Rubens Bomtempo, o koferbol entra, de fato como um desporto que fará parte da disputa entre as escolas. “Petrópolis é a primeira cidade do Brasil a desenvolver o korfebol nas escolas”, comemoram os professores Leandro Azevedo e Maria Elisa Badia.

O projeto, da Secretaria de Educação, está sendo implantado em parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer e, de acordo com o secretário Renato Freixiela, o objetivo é diversificar cada vez mais as modalidades esportivas em Petrópolis. “Além disso, o Korfebol estimula a socialização muito mais do que outras modalidades esportivas e está sendo muito bem aceito nas escolas”, disse Freixiela.

Postar um comentário