sexta-feira, 13 de setembro de 2013

KORFEBOL BRASILEIRO E DIFERENTE DO KORFEBOL DO RESTO DO MUNDO...

Korfebol, esporte de nome estranho e pouco conhecido no Brasil, é uma mistura de handebol com basquete e tem como objetivo a inclusão social, servindo como aliado da educação. Bastante utilizado por professores de educação física, a atividade começa a ganhar espaço no país.

Durante muito tempo a categoria foi representada pela Federação Internacional de Korfball (IKF). Essa parceria foi rompida pela divergência quanto ao direcionamento do esporte. A IKF tinha como objetivo de tornar a modalidade olímpica, enquanto a Associação Brasileira de Korfebol (ABRAKO) quer direcionar o korfebol à aspectos sociais. “Estamos focados na integração, no crescimento dos princípios éticos e morais, no conceito educacional, lúdico e integrador que estão de acordo com a cultura nacional do povo do Brasil. Portanto, o korfebol brasileiro oferece muito mais do que a atual diretoria da IKF pode oferecer”, explica o presidente da Associação, Marcelo Bepi Soares.

A ABRAKO, não possui nenhum vínculo com federações ou entidades lucrativas, vem trabalhando o esporte como desporto educacional, ou seja, de forma que todos possam praticar o korfebol sem a necessidade de serem “atletas” formados. “Queremos tornar o jogo, a modalidade, uma atividade cada vez mais participativa, onde todos serão sempre bem vindos, independente de idade, peso, estatura ou de já terem praticado outra modalidade”, declara Marcelo.

O esporte em outros países é utilizado com um caráter competitivo, para descobrir atletas com potencial. No Brasil, por causa de características como cooperação, integração e companheirismo, ele vem sendo praticado como instrumento de transformação.


Segundo Marcelo, o korfebol brasileiro promovido pela ABRAKO é diferente de qualquer outro país do mundo, já que sua prática vai além da formação profissional, ajudando na construção do cidadão através de ações sociais

O Korfebol Brasileiro tem por missão ser o esporte/jogo do Gêneros, promover a integração entre todos, sendo adaptável a qualquer tipo de realidade e situações. O nosso "alto rendimento" é focado nas questões sociais e culturais, promovendo a cooperação e a cultura de paz a todos os seus praticantes. Podemos promover campeonatos, como forma de entretenimento, gerando formas diferentes de visibilidade para a modalidade no Brasil. Qualquer campeonato promovido pela ABRAKO, nunca terá a pretensão de formar "atletas" ou formar equipes para disputar competições ou jogos olímpicos, qualquer evento, jogo terá sempre o objetivo de unir e integrar pelo esporte e nao fazer da competição do esporte, objeto de desejo como deseja a Federação Internacional de Korfball - IKF.

Na ABRAKO, as competições serão sempre ferramentas de motivação e consequência do trabalho educacional realizado, nunca sera o objetivo da entidade.

Contribuição do artigo GUSTAVO CAVALHEIRO e MARCELO BEPI SOARES



Postar um comentário